Catalão: candidato do PSDB, Gustavo Sebba critica o pai Jardel ao dizer que “errou muito na gestão dele”

22 de julho de 2020

O deputado estadual e candidato do PSDB a prefeito de Catalão Gustavo Sebba (na foto acima) surpreendeu com uma entrevista ao Portal Mais Goiás com críticas ao próprio pai, o ex-deputado e ex-prefeito da cidade Jardel Sebba, em um esforço para tentar se descolar da tremenda imagem negativa que Jardel deixou depois de passar pela prefeitura catalana.

Gustavo Sebba sabe que os adversários vão fazer uma vinculação entre ele e o desgaste monstruoso que o pai tem em Catalão, de onde, inclusive, se mudou, e claramente buscar plantar desde já uma vacina ao dizer que não acredita no sucesso dessa estratégia: “Nunca fui prefeito. No debate, se fizerem isso vou dizer: chame o responsável para dar explicações”, prometeu. O deputado reconhece que o mandato de Jardel Sebba não foi bom e acumulou erros, mas malandramente joga a culpa na equipe que atuou na prefeitura na época: “Teve um secretariado fraco, trouxe equipe de fora”, justificou.

Na verdade, dizer que a administração de Jardel “não foi boa” é um eufemismo: o correto seria admitir que foi péssima, um descalabro. No meio do mandato, uma manifestação de 8 mil pessoas pediu a renúncia do prefeito. Com as ruas esburacadas e o lixo se amontoando nas calçadas, a única obra de destaque, a construção de uma UPA, acabou em desastre, com um desabamento logo às primeiras chuvas. Por unanimidade, essa foi considerada a pior gestão de todos os tempos em Catalão. Gustavo Sebba, eleito com o apoio da máquina da prefeitura, é o legado que restou dessa calamidade.